Desde o anúncio de que a jornada de Rick Grimes continuaria em uma trilogia de filmes a ser produzida em parceria com a Universal Studios, não saíram informações muito detalhes sobre a trama.

Durante o evento de estreia da 10ª temporada de The Walking Dead, Scott Gimple, diretor criativo da franquia na AMC, foi questionado sobre o que podemos esperar para a nova jornada do personagem.

Não posso dizer para onde Rick foi. Odeio responder assim porque isso deixa as pessoas irritadas, mas em breve lhes dizemos mais. Estamos trabalhando bastante mesmo.

Gimple afirmou que Robert Kirkman, criador dos quadrinhos que originaram a série, está pró-ativo no projeto, cujas gravações podem se iniciar ainda este ano.

Sr. Kirkman está muito envolvido nisso e está sendo bem divertido trabalhar com ele. Trabalhamos nas séries e tudo mais, mas trabalhar nisto aqui, só eu e ele em uma sala, tem sido uma alegria enorme, um modo estranhamento perfeito de se trabalhar no décimo ano da franquia.

O teaser promocional liberado na San Diego Comic Con não fornece pistas sobre a trama, exceto deixar entrever que o helicóptero pode estar se encaminhando para Filadélfia. Segundo Kirkman, a referência indireta à cidade foi deliberada.

Isso certamente foi feito de propósito para ver se alguém notaria. Há outras pequenas pistas naquele teaser.

Se você for bom em perceber detalhes, vai poder reparar em duas ou três coisas que revelam certos aspectos do que está porvir.

Além disso, Gimple revelou que haverá uma ligação entre a terceira série de The Walking Dead com os filmes.

Direi que Rick nos levou para o apocalipse zumbi, ele foi nosso avatar para entrar neste mundo, e ele será novo avatar para ver um mundo muito maior com várias coisas que andavam acontecendo em paralelo, fora da compreensão de nossos personagens, e então descobriremos diversas coisas através dele.

E isso tem um pouco de conexão com a nova série, então as pessoas verão coisas nesta nova série que as farão pensar, “Espera um pouco. O que está rolando?” Então se preparem.

Mais detalhes sobre o novo spin-off, cuja estreia está prevista para 2020, serão divulgados durante a New York Comic Con em outubro.

Gimple também comentou sobre o desafio de manter o Universo The Walking Dead coeso conforme a narrativa se expande por mídias distintas.

É assombroso, mas você se inspira em cada grupo, cada equipe, cada elenco, cada showrunner. Você vê oportunidades para criar vínculos entre as séries dentro do universo. E você também às precisa precisar alertar, “Opa, cuidado. Eles já estão fazendo isso na outra série, então talvez seja preciso remover isto.”

Também é preciso buscar diferenciação e contar histórias realmente distintas para que as séries tomem riscos diferentes, e acho que isso permite um universo variado.

Acho que se alguém assistir as outras séries de The Walking Dead e esperar que sejam exatamente como a série principal, isso não vai acontecer. The Walking Dead é The Walking Dead. Ela é a âncora e as demais séries proporcionam coisas, histórias e perspectivas diferentes.

Leia também

The Walking Dead retona em 6 de outubro.

Fonte CB

Siga The Walking Dead BRASIL nas redes sociais!