The Walking Dead chegou à sua 10ª temporada, mostrando mais novidades e desafios para os sobreviventes das comunidades de Alexandria, Hilltop e Oceanside!

A ameaça dos Sussurradores é real e todos estão sentindo as consequências psicológicas de Massacre das Estacas do final da temporada anterior, quando Alpha matou doze pessoas e fincou suas cabeças para delimitar o território que não poderia ser ultrapassado.

PUBLICIDADE

E como todo episódio, o 5º episódio da 10ª temporada (S10E05 – “What It Always Is”) contém diversos detalhes que poucos perceberam. Você conseguiu notar todos esses pontos?

1 - O significado do título "What It Always Is"

Cada episódio de The Walking Dead possui um título com um significado na história apresentada e este não foi exceção.

O título deste episódio é “What It Always Is”, que traduzido significa “O que Sempre é”, e refere-se a uma frase dita pela mulher que Negan salvou no ônibus. Ela contou para Negan e Brandon que seu acampamento havia sido tomado pelos mortos:

Depois disso, voltamos para o que éramos antes. O que sempre é no final das contas. Milo e eu, indo de um lugar para outro. Sobrevivendo.

Além disso essa história é bem similar com o que já vimos ao longo dos anos em The Walking Dead, principalmente com Rick e Carl, que passaram pela fazenda e a prisão, até chegarem finalmente em Alexandria.

Já para Negan também não é muito diferente. “O que sempre é” para ele, seguir novamente por conta própria.

2 - Negan mantém uma das máximas dos Salvadores

Siga Geekdama no

Brandon queria investigar mais a mulher e a criança em busca de mantimentos, quando Negan retruca e o manda parar.

Ele então fala que “pessoas são um recurso”, uma frase que já usou antes e com certa frequência, quando era líder dos Salvadores.

Negan sempre se mostrou contra matar indiscriminadamente, pois as pessoas são a base da civilização. Sem pessoas, seríamos apenas um mundo dominado pelos mortos.

3 - Porquinho, porquinho!

https://www.youtube.com/watch?v=qyhh3qauO8g
Siga Geekdama no

Mais uma referência do antigo Negan! Para tentar chamar a atenção dos Salvadores, ele começou a gritar e uma das frases ditas foi a mesma que ele usou na primeira vez que chegou em Alexandria, na 7ª temporada:

Porquinho, porquinho. Deixe-me entrar!

PUBLICIDADE

4 - A música da Beth...

Beth Greene, a irmã de Maggie, morreu na 5ª temporada de The Walking Dead, mas neste episódio vimos um pouco do trabalho da atriz que interpretou a personagem, Emily Kinney.

Quando Yumiko tenta conversar com Magna em Hilltop, ela a ignora lendo livro enquanto ouve um fonógrafo.

A música tocada no aparelho é uma versão de The Turtle and the Monkey, single recém-lançado de Kinney. Mas há mais um detalhe aí que veremos no próximo item: quem está cantando não é a atriz.

Leia mais: Confira uma prévia da canção original, na voz de Kinney

5 - ...cantada por Beta?

O episódio mostrou a música de Emily Kinney sendo cantada por uma voz masculina. E isso reforçou uma grande teoria de The Walking Dead, sobre a identidade de Beta!

Segundo esta teoria, Beta seria um cantor muito famoso no mundo pré-apocalíptico de The Walking Dead e este seria o motivo dele ser tão obcecado em esconder sua identidade.

Este detalhe se junta a outros, como a capa do disco em Fear The Walking Dead, que, caso se mostrem verdadeiros, reforçam como era o passado de Beta.

Leia mais:

***

Percebeu mais algum detalhe neste episódio da 10ª temporada de The Walking Dead? Compartilhe conosco nos comentários abaixo!

Quer receber as últimas notícias de The Walking Dead direto no seu Whatsapp?
> CLIQUE AQUI <

PUBLICIDADE

"We are surrounded by the dead. We're among them and when we finally give up, we become them! Don't you get it? WE ARE THE WALKING DEAD!"
Prezamos por comentários relevantes e respeitosos. Confira nossa Política de Comentários e para mais discussões sobre The Walking Dead e outras séries, curta nossa página no Facebook! Gostaria de escrever para o The Walking Dead Brasil? Clique aqui e faça parte do site.