The Walking Dead chegou à sua 10ª temporada, mostrando mais novidades e desafios para os sobreviventes das comunidades de Alexandria, Hilltop e Oceanside!

A ameaça dos Sussurradores é real e todos estão sentindo as consequências psicológicas de Massacre das Estacas do final da temporada anterior, quando Alpha matou doze pessoas e fincou suas cabeças para delimitar o território que não poderia ser ultrapassado.

E como todo episódio, o 5º episódio da 10ª temporada (S10E05 – “What It Always Is”) contém diversos detalhes que poucos perceberam. Você conseguiu notar todos esses pontos?

1 - O significado do título "What It Always Is"

Cada episódio de The Walking Dead possui um título com um significado na história apresentada e este não foi exceção.

O título deste episódio é “What It Always Is”, que traduzido significa “O que Sempre é”, e refere-se a uma frase dita pela mulher que Negan salvou no ônibus. Ela contou para Negan e Brandon que seu acampamento havia sido tomado pelos mortos:

Depois disso, voltamos para o que éramos antes. O que sempre é no final das contas. Milo e eu, indo de um lugar para outro. Sobrevivendo.

Além disso essa história é bem similar com o que já vimos ao longo dos anos em The Walking Dead, principalmente com Rick e Carl, que passaram pela fazenda e a prisão, até chegarem finalmente em Alexandria.

Já para Negan também não é muito diferente. “O que sempre é” para ele, seguir novamente por conta própria.

2 - Negan mantém uma das máximas dos Salvadores

Siga Geekdama no

Brandon queria investigar mais a mulher e a criança em busca de mantimentos, quando Negan retruca e o manda parar.

Ele então fala que “pessoas são um recurso”, uma frase que já usou antes e com certa frequência, quando era líder dos Salvadores.

Negan sempre se mostrou contra matar indiscriminadamente, pois as pessoas são a base da civilização. Sem pessoas, seríamos apenas um mundo dominado pelos mortos.

3 - Porquinho, porquinho!

https://www.youtube.com/watch?v=qyhh3qauO8g
Siga Geekdama no

Mais uma referência do antigo Negan! Para tentar chamar a atenção dos Salvadores, ele começou a gritar e uma das frases ditas foi a mesma que ele usou na primeira vez que chegou em Alexandria, na 7ª temporada:

Porquinho, porquinho. Deixe-me entrar!

PUBLICIDADE

4 - A música da Beth...

Beth Greene, a irmã de Maggie, morreu na 5ª temporada de The Walking Dead, mas neste episódio vimos um pouco do trabalho da atriz que interpretou a personagem, Emily Kinney.

Quando Yumiko tenta conversar com Magna em Hilltop, ela a ignora lendo livro enquanto ouve um fonógrafo.

A música tocada no aparelho é uma versão de The Turtle and the Monkey, single recém-lançado de Kinney. Mas há mais um detalhe aí que veremos no próximo item: quem está cantando não é a atriz.

Leia mais: Confira uma prévia da canção original, na voz de Kinney

5 - ...cantada por Beta?

O episódio mostrou a música de Emily Kinney sendo cantada por uma voz masculina. E isso reforçou uma grande teoria de The Walking Dead, sobre a identidade de Beta!

Segundo esta teoria, Beta seria um cantor muito famoso no mundo pré-apocalíptico de The Walking Dead e este seria o motivo dele ser tão obcecado em esconder sua identidade.

Este detalhe se junta a outros, como a capa do disco em Fear The Walking Dead, que, caso se mostrem verdadeiros, reforçam como era o passado de Beta.

Leia mais:

***

Percebeu mais algum detalhe neste episódio da 10ª temporada de The Walking Dead? Compartilhe conosco nos comentários abaixo!

Siga The Walking Dead BRASIL nas redes sociais!