Publicar uma história em quadrinhos no concorrido mercado editorial americano é um empreendimento bastante desafiador, e não foi diferente com Robert Kirkman.

O criador de The Walking Dead confessou que teve que mentir sobre seus planos para o universo das HQs ao apresentar sua ideia para um dos executivos da Image Comics.

A temática de sobrevivência foi vista com receio pela direção da editora, levando Kirkman a inventar uma trama mais chamativa, a qual não pretendia seguir, para que a ideia fosse aprovada.

Apresentei a ideia de The Walking Dead e ele me disse que não havia quadrinhos de zumbis bem-sucedidos na indústria e por isso era necessário ter algum gancho: “Sua história precisa ter um tema… não pode ser só uma HQ sobre pessoas sobrevivendo ao apocalipse zumbi”.

E eu disse, “Ah sim, há uma invasão alienígena e os aliens estão só usando os zumbis para enfraquecer a infraestrutura do mundo e então invadir”.

Aí ele disse, “Isso parece legal!” e a história foi aprovada. Eu estava mentindo.

Após a finalização do primeiro capítulo, Kirkman foi questionado sobre a trama alienígena. Ele então admitiu que havia mentido, porém os executivos da Image acreditaram que a história havia ficado melhor daquela maneira e ficaram empolgados.

Quinze anos depois, Robert Kirkman é agora um dos sócios da Image Comics e The Walking Dead se tornou uma franquia bastante lucrativa, contando não somente com a adaptação para TV, spin-off e webisodes, mas também videogames, jogos de tabuleiro, colecionáveis e uma infinidade de produtos licenciados.

Fonte CB

Siga Geekdama nas redes sociais!